"E aqueles que pensam em Me procurar, saibam que a vossa busca e vosso anseio devem beneficiar-vos apenas se vós souberdes o Mistério; se o que vós procurardes, vós não achardes dentro de vós mesmos, então nunca encontrarão fora. Pois eu tenho estado convosco desde o Início e Eu Sou Aquela que é alcançada ao final do desejo"


sábado, 15 de setembro de 2012

VIDA NOS BRAÇOS DELA



Esse ano foi muito complicado para mim, mas também me trouxe boas coisas e tenho recebido mais sinais da Deusa do que nunca...Mas tudo isso vem temperado de certa tristeza pois com o advento da doença da minha vó (ela não pode nem andar e minha mãe passa a maior parte do tempo cuidando dela em licença do trabalho) em acabei tendo que ficar mais presa a minha família para ajudar e embora saiba ou sinta que tudo vai acabar bem ocasionalmente acabo me desanimando. O bom é que finalmente consegui um emprego!
É coisa simples na URG no setor de uma empresa de alimentação, mas mesmo lavando pratos e cortando legumes todo dia, já vou poder comprar minhas próprias coisas...Isso vai me dar um folego tremendo. Outro dia topei com uma estatua da Deusa exatamente no hospital aonde minha avó foi quando passou mal recentemente. Ela estava num patio na parte detrás do hospital e ninguém dava atênção a Ela mas meus olhos treinados a reconhecer insignias da Deusa ao longe...Me levaram direto a presença Dela. É claro que é apenas um simbolo mas achei muito forte ver a Deusa ali no papel de consoladora, vestida de azul celeste... Não, não era Nossa Senhora, mas era uma Dama de cabelos longos e negros e de expressão maternal agarrada a duas crianças (uma menina e um menino) que seguravam pombas brancas nas mãos. Ela estava no centro do pátio e atrás dela e após um banco bem na direção da estátua estava uma romanzaira em flor. Colhi uma das romãs-flores e me lembrei que a Deusa Hera era regente daquela árvore. Coloquei a flor aos pés da Senhora entre as dobras de seu vestido de pedra...Lembro me do número de pétalas, era sete como o cíclo que a Lua leva para chegar a sua plenitude...
E entendi que Ela (a Deusa e não a estátua) estaria comigo e que eu nunca A perderia de vista enquanto mantivesse meu único vaso transformador (o coração) em movimento, em crescimento...ela estaria comigo e nunca me faltaria quando eu necessita se Dela. Isso também me lembra quando aspirei o perfume de uma branca flor de espiradeira e a luz da lua e diante da árvore (que na verdade é um conjunto de espiradeira e murta outra árvore consagrada a Senhora dos Céus) senti uma imensa paz...Sei que meu caminho é difícil mas enquanto estiver nas mãos dessas antigas senhoras, sei que jamais estarei ou me sentirei sozinha novamente.

A proposito o nome do hospital é Casa de Portugal e a mulher que me ajudou a encontra lo ( eu não estava com minha avó quando ela passou mal) era bem parecida com a Rosa Leonor...ou seria a Sábia Anciã?

Gaia Lil que nesse setembro, dia 19 completa 19 anos...
(achei até foto do pátio...Com a estátua da Deusa e uma mulher no colo Dela!)


2 comentários:

Elaine figueira de carvalho disse...

Linda sua estória. Parabéns pelo novo trabalho.

Bençãos brilhantes,

Marcia disse...

Parabens pelo novo emprego e espero que sua avó melhore.