"E aqueles que pensam em Me procurar, saibam que a vossa busca e vosso anseio devem beneficiar-vos apenas se vós souberdes o Mistério; se o que vós procurardes, vós não achardes dentro de vós mesmos, então nunca encontrarão fora. Pois eu tenho estado convosco desde o Início e Eu Sou Aquela que é alcançada ao final do desejo"


domingo, 18 de abril de 2010

A NOSSA IRMANDADE



PORQUE INSISTIMOS NESSE TRABALHO?

Sem duvida é uma coisas que todas nos que trabalhas na área do Feminino Sagrado nos perguntamos todas as vezes em que damos de cara com as dificuldades da vida, com a desistência de nossas irmãs, com o desrespeito social e religioso da causa da Deusa e da descrença na força das mulheres....

Não continuamos para ficar famosas, pois na nossa sociedade patriarcal só é valido para a mulher na midia, o que de gostosa ou sensual, ou a intelectualidade patriarcal e as mulheres masculinizadas , as donas das multi-nacionais e as politicas...

Igualmente as feministas ou tão aplaudidas ou desprezadas dependente de sua atitude, e principalmente quando se voltam para questões ditas mais psicológicas e espirituais do que as questões sociais e a camuflagens de direitos...

Enfim creio que nos continuamos esse trabalho unicamente pelo estimulo de pertencer a algo, maior que nos mesmas, a nossa Irmandade, por vezes dividida, por vezes conflitante, mas nunca destrutiva...Continuamos unicamente porque cada uma de nos é a Deusa para outra mulher quando ela está a beira de desistir, tal como Rosa Leonor foi a Deusa me chamando de volta a seu serviço a um tempo atrás, tal como eu fui a Deusa para ela pedindo para que continuasse, tal como Nana Odara também o foi depois de mim.

Nos continuamos unicamente porque vamos além de todos os preconceitos que nossa sociedade nos impôs, e desafiamos o mundo, pois somos as primeiras mulheres apoiando mulheres numa causa totalmente feminina (o que não exclui os homens).Entre nos não a divergências politicas, pois não nos preocupamos com o que o patriarcado e seus homens pensam de nos, entre nos unidas no sentimento de mutuo afecto e respeito, sentindo assim , e vivendo, cada uma a sua maneira, a Deusa Mãe.

Todas nos somos como pedaços coloridos de um vidro uma garrafa, um Cálice Sagrado, muito maior que todas nos, que nos permeia e protege, um Poder que nois defendemos com todas as nossas garras, das injurias e injustiças do patriarcado...Todas nos somos a Deusa em seus múltiplos aspectos, A Mãe Sedutora, a Donzela Rebelde, a Velha de Saber, a Mulher de Mistério, a Mãe Selvagem, Aquela que Amamenta, a Destruidora, a Rainha da Noite, Jovem Cantora, A Sacerdotisa, A Maga, a Bruxa, etc...

Juntas unidas nessa causa, unidas pela força das Deusas, nos A encarnamos, e A vivenciamos no nosso dia-a-dia, as vezes explicitamente, as vezes como refugiadas clandestinas, as vezes como fugitivas ou espiãs...Somos em fim uma Irmandade, que tem um mesmo objectivo, A divulgação e a ampliação da ecologia, da Espiritualidade Feminina, o equilíbrio entre homens e mulheres, a parceria e o respeito a vida...

Juntas, sejamos feias ou lindas, sejamos jovens, maduras ou velhas,brancas ou negras, pardas ou morenas, juntas cada uma de nossas faces formam o A Face da Deusa, cada um de nossos corpos, magros, velhos, belos, pequenos, grandes, enrugados, macios ou lisos, formamos o Corpo da Deusa.

Que jamais nos esqueçamos que no nosso abraço e na nossa Unidade
Nos somos a Deusa.

JUNTAS NOIS SOMOS A DEUSA

Gaia Lil


4 comentários:

Anna Geralda Vervloet Paim disse...

Amiga,tenho um presente pra vc no meu blog http://desombrasedeluzanna-paim.blogspot.com/2010/04/selos.html

bjus

MaGia8 disse...

há de se estudar um fenômeno que é a identificação da vítima com o agressor. A vítima fica com sua vida paralisada, fica em posição de objeto passivo, pois teve seu desejo assassinado, e as vítimas servem para serem vitimizadas, ficam passivas ao serviço deles, e por ser intencional, a sociedade não se prepara para tratar a vítima.
No blog abaixo citado, estou instruindo sobre este assunto. O último post versa sobre o tratamento da vítima, longo e doloroso até que ela possa ver a sua morte em vida. Tenho dito de vítima à sujeito de direitos, é a passagem a qual me dedico. Tem um outro post muito importante que é a Mulher e a Menina numa perspectiva histórica, muito importante para conhecer a história da culpabilização das vítimas, pois eles jamais reconhecem seu erro e devolvem para a vítima, a culpa, numa indecência imoral sem tamanho!
Todos juntos podemos mudar esta ordem tirânica de tudo para o primogênito e pros outros os abusos, as drogas, a violência para a morte do desejo e para que sejam escravos ao serviço deles!
Leia no BLOG: http://apoioasvitimas.blogspot.com
Tenha uma boa semana!

Rima disse...

Gostei muito desse blog. ^^

Iony disse...

Seu poste minha querida, me veio como um balsamo no meio de tanta mulher paranoica q tem por aí( as vezes até nós mesmas....). Qdo as forças começaram a me faltar, vc com essa escrita me fez acreditar mais uma vez, q vale a pena!!!

Obrigada de coração!

Bjos!