"E aqueles que pensam em Me procurar, saibam que a vossa busca e vosso anseio devem beneficiar-vos apenas se vós souberdes o Mistério; se o que vós procurardes, vós não achardes dentro de vós mesmos, então nunca encontrarão fora. Pois eu tenho estado convosco desde o Início e Eu Sou Aquela que é alcançada ao final do desejo"


quinta-feira, 24 de junho de 2010

TERRA MÃE, FONTE DE TODA A CRIAÇÃO


O EGIPTO

“Este grande país inventou tudo, desde o nome dos deuses deuses imortais, à escultura, à arte de governar, e agora chafurda na lama das margens do rio que lhe dá vida.
Outrora a maior nação da Terra, é agora uma apenas entre muitas.
(…)

Desde que os Egípcios destronaram a Grande Mãe Ísis, a Mãe Suprema, a Deusa de que todos os seres surgiram, perderam o poder e desceram até ao nível das outras nações. Todos os países entram em decadência, quando destronam as suas deusas – este é um segredo que vós, Safo, deveis compreender.”

in Os Amores de Safo
de Erica Jong

Os princípios do cultivo de alimentos, bem como da tecnologia de construção, recipientes e vestuário, já eram todos conhecidos pelos povos do neolítico cultuadores da Deusa, assim como os usos cada vez mais sofisticados de recursos naturais tais como madeira, fibras, couro e, mais tarde, metais na manufatura. Da mesma forma, nossas mais importantes tecnologias não materiais, tais como a lei, o governo e a religião, remontam ao que, lançando mão do termo de Gimbutas, Europa antiga, podemos denominar a sociedade antiga. O mesmo ocorre com os conceitos correlatos de oração, magistratura e sacerdócio. A dança, o teatro ritual e a literatura oral e folclórica, bem como a arte, a arquitetura e o planejamento de cidades, também são oriundos da sociedade pré-dominadora. O comércio, realizado por terra e mar, é outro legado dessa era antiga, assim como a administração, a educação e até mesmo a previsão do futuro, pois a primeira identificação do poder oracular ou profético se faz com as sacerdotisas da Deusa.



A religião sustenta e perpetua a organização social que reflete. Em diversos textos religiosos antigos que permaneceram até hoje, é a Deusa — e não uma das deidades masculinas então dominantes — que se identifica como aquela que proporcionou ao povo as "dádivas da civilização". Os mitos que atribuem nossas principais invenções físicas e espirituais a uma deidade feminina podem assim refletir o fato de realmente terem sido inventadas por mulheres. Tal hipótese é praticamente inconcebível sob o paradigma predominante, pois retrata a mulher como dependente e secundária em relação ao homem, não só no sentido intelectual mas, de acordo com a Bíblia, tão menos desenvolvida espiritualmente que a culpa de nossa queda em desgraça é toda dela.

Contudo, nas sociedades que conceptualizavam o poder supremo do universo como uma Deusa, reverenciada como sábia e justa fonte de todas as nossas dádivas materiais e espirituais, as mulheres se inclinariam a internalizar uma auto-imagem bem diferente. Com modelo tão poderoso, elas tenderiam a considerar seu direito a ter participação ativa e assumir a liderança no desenvolvimento e uso das tecnologias materiais e espirituais. Elas se inclinariam a considerar-se competentes, independentes e quase certamente criativas e inventivas. De fato, há crescentes evidências da participação e liderança das mulheres no desenvolvimento e administração das tecnologias materiais e não-materiais sobre as quais foi mais tarde sobreposta uma ordem dominadora.


IN O CÁLICE E A ESPADA- Riane Eisler

2 comentários:

Cirandda da Lua disse...

Olá querida,
Sou a Soraya da Cirandda da Lua! Passo sempre por aqui e nunca escrevi o quanto tenho inspirações em suas escritas e ainda np trabalho riquissimo de pesquisa.....
Gratidão por fazer parte desta linda Theia da Deusa....Bjinhos
Soraya

Gaia Lil disse...

Eu agradeço-lhe grandemente o seu comentário pois muitas vezes fico desanimada e sem vontade de postar...Encontrar aqui comentários como o seu que me são um incentivo a prosseguir o Trabalho que comecei neste Blog e que por vezes me parece irreal como se não houve se qualquer efeito no mundo, como se eu posta-se ao relento, embora eu passe os olhos de vez em quando à modesta lista de seguidores e mesmo assim continue a duvidar da importância da Página A Alta Sacerdotisa...Espero que a Grande Mãe Terra alimente sempre a nossa inspiração e que Ela cuja sabedoria está além do Todo continue a me dar forças e capacidade para continuar neste Trabalho que é do Feminino Sagrado,

Abraços e que a Deusa Mãe a abençoe sempre.