"E aqueles que pensam em Me procurar, saibam que a vossa busca e vosso anseio devem beneficiar-vos apenas se vós souberdes o Mistério; se o que vós procurardes, vós não achardes dentro de vós mesmos, então nunca encontrarão fora. Pois eu tenho estado convosco desde o Início e Eu Sou Aquela que é alcançada ao final do desejo"


segunda-feira, 7 de novembro de 2011

TOLAMENTE, MENTE


Eu sinto a ferida
Que a chibata da vida me dá
sinto sua ferida de amor ardendo em minha alma
Eu vejo e sinto as pessoas e suas vidas
sinto a vida que percorre o corpo com seus sentidos
Mas é impossível recuperar, reconstruir o sentimento conquistado
Me delego a relata-lo, mesmo que de maneira tola
O sentimento pulsa e se retrai
Assim como a vida do molusco
Que pousa na concha e se retrai
Ao sentir os pulsos do mar

Mulher-Amor, vida pulsante e latente
Força que vai me percorrendo e me tomando toda
Sou a rebatada por ti o Mãe num extase e paixão eterna
E na noite mais sombria somos uma só
A Vida que percorre o corpo e a vida do mundo não estão separadas
Vivemos e somos um mesmo ente
E este é um sentimento que não mente
Uma vida que domina meu corpo, minha alma
E Minha Mente,

E quem mente ao amor?
Ao corpo calido que quente suspira no seu anseio
Hoje busco os braços da minha Mãe
No mais afetuoso devaneio

Não, não são sonhos que costroem a vida
E sim a Mãe-Vida que constroi os sonhos
Não é o sonho sonhado, uma coisa real
Como pode não ser real
Mais um devaneio do Vir a Ser

Vida é real, eu acredito
Eu acredito.


Gaia Lil

3 comentários:

VIVER DE POESIAS... disse...

Muito bom seu espaço, adorei a poesia!!abraços
Lu

Claudete Gonçalves Nunes disse...

Belíssima!

Elaine Figueira disse...

Sou bruxa wicca e gosto muito do seu blog. Convido você a visitar o meu. wwwlarencantado.blogspot.com

abçs