"E aqueles que pensam em Me procurar, saibam que a vossa busca e vosso anseio devem beneficiar-vos apenas se vós souberdes o Mistério; se o que vós procurardes, vós não achardes dentro de vós mesmos, então nunca encontrarão fora. Pois eu tenho estado convosco desde o Início e Eu Sou Aquela que é alcançada ao final do desejo"


sábado, 6 de dezembro de 2008

Hecate lua negra....

Oração à Hécate
(by Althea)

Faça com que o círculo nunca seja quebrado,
Faça com que a terra esteja sempre firme,
Faça com que o vento seja sempre constante,
Faça com que o mar esteja sempre agitado,
Faça com que o fogo nunca se apague, e sua luz mostre o caminho.
Hécate Faça-se sempre viva em minha alma.

Genealogia


Muitas literaturas afirmam que Hécate se originou no sudeste da Ásia Menor e foi incorporada à religião grega no século VII a.C., mas nunca foi uma Deusa Olímpica, era uma Deusa terrena. Detinha os domínios sobre a terra, o mar e o céu; e juntamente com Zeus podia dar ou negar qualquer pedido ou presente aos humanos. Isso demonstra como fora respeitada.

Já, Hesíodo diz que Hécate é uma titânia, filha de Perses que era filho de Euríbia que era filha de Geia com o Mar; ou seja, mostra sua origem como sendo grega, mas pré-olímpica. Sendo uma deusa forte e poderosa que sobreviveu aos ataques dos deuses olímpicos aos titãs. Talvez esse fosse um dos motivos para não se juntar aos deuses olímpicos, preferindo assim a terra.

Abaixo, estará um trecho, que foi extraído do livro Teogonia - A origem dos Deuses de Hesíodo, que fala sobre Hécate e sua genealogia, de forma bem peculiar.

Em outra versão Ela aparece como filha de Euribus e de Nix (noite), tornando-se assim a Deusa da eterna noite, e com exceção a Zeus a última dos Titãs a sobreviver.

Li em algum lugar que também já a consideraram como uma das Fúrias.

A versão de Musaeus diz que Ela é filha de Astéria e Zeus (acho pouco provável).

Eurípedes afirma que Hécate é uma das filhas de Leto.

E uma lenda da Tessália diz ser filha de Admetus e uma mulher de Pherae.

Talvez o mais provável é que sua origem seja da religião egípcia, na era pré-dinástica, onde a matriarca e sábia da tribo era "Heq", que evoluiu para Hequit, Deusa e parteira egípcia (pode aparecer como Heket ou Hekat), aparecendo com a cabeça em forma de sapo. E como Hécate até os nossos dias vem sendo associada ao nascimento, esta talvez seja sua real origem.

Althea



**Livro Teogonia = Origem de Hécate

Este é o mais antigo registro existente sobre a origem dos Deuses pois é todo retirado da tradição oral, no tempo antes da invenção da escrita. O texto inicial trata sobre o numem (algo de sagrado ) que há nas palavras e o quanto foi perdido com a advento da escrita. Muitas vezes a leitura é difícil justamente por ter esta relação tão estreita com a palavra falada, mas nada que algumas leituras atentas não consigam desbloquear.

Althea



Febe entrou no amoroso leito de Coios

e fecundou a Deusa o Deus do amor,

ela gerou Leto de negro véu, a sempre doce,

boa aos homens e aos Deuses imortais,

doce dês o começo, a mais suave do Olimpo.

Gerou Astéia de propício nome, que Perses

conduziu um dia ao seu palácio e desposou,

e fecundada pariu Hécate a quem mais tarde

Zeus Crônida honrou e concedeu esplêndidos dons,

ter parte na terra e no mar infecundo.

Ela também do Céu constelado partilhou a honra

e é muito honrada entre os Deuses imortais.

Hoje ainda, se algum homem sobre a terra

com belos sacrifícios coforme os ritos propicia

e invoca Hécate, muita honra o acompanha

facilmente, a quem a deusa propensa recolhe a prece;

e torna-o opulento, porque ela tem força.

De quantos nasceram da Terra e do Céu

e receberam a honra, de todos obteve um lote;

nem o Cronida violou nem a despojou

do que recebeu entre os antigos Deuses Titãs,

e ela tem como primeiro no começo houve a partilha.

Nem porque filha única menos partilhou de honra

e de privilégio na terra e no céu e no mar

mas ainda mais, porque honra-a Zeus.

A quem quer, grandemente dá auxílio e ajuda,

no tribunal senta-se junto aos reis venerandos,

na assembléia junto ao povo distingue a quem quer,

e quando se armam para o combate homicida

os homens, aí a Deusa assiste a quem quer

e propícia concede vitória e oferece-lhe glória.

Diligente entre os cavaleiros assiste a quem quer,

e aos que lavram o mar de ínvios caminhos

e suplicam a Hécate e ao troante Treme-terra,

fácil à gloriosa Deusa cincede muita pesca

ou surge e arranca-a, se o quer no seu ânimo.

Diligente no estábulo com Hermes aumenta

o rebenho de bois e a larga tropa de cabras

e a de ovelhas lanosas, se o quer no seu ânimo,

de poucos avoluma-os e de muitos faz menores.

Assim, apesar de ser a única filha de sua mãe,

entre imortais é honrada com todos os privilégios.

O Crônida a fez nutriz de jovens que depois dela

com os olhos viram a luz da multividente Aurora.

Assim dês o começo é nutriz de jovens e estas as honra.

Histórico


Relatos do século III ªC mostra Hekate como a senhorita que rege todo o ser humano, e sendo uma Deusa Terrena, todos os mortais surgiram da terra. Eu particularmente compreendo esta leitura comparando Hécate a Gaia, ou seja a criadora de toda a vida.

Como suas histórias são muito variadas, deixo a vocês leitores a escolha de qual Hécate mais convém...

O que pude perceber é que a Deusa da morte, dos fantasmas, de domínios nefastos, a ameaçadora começou a surgir quando o patriarcado começa a despontar, pois não podiam deixar uma Deusa tão poderosa e tão clamada pelo povo e principalmente pelas mulheres num patamar tão elevado, então nada melhor do que distorcer os fatos. Não estou dizendo que Ela não tenha seu lado sombrio, claro que sim, todos os Deuses Gregos o tem, podem curar como amaldiçoar. O que eu digo é que calaram o outro aspecto de Hécate, que talvez comece a ressurgir com as pesquisas. Acho estranho uma Deusa que antes aparecia com uma tocha nas mãos, jovem e com uma estrela na cabeça, de repente se transformar na anciã do submundo, ou na velha má, fazendo com que qualquer mulher que rogasse por ela fosse tachada de bruxa má e louca.

É muito provável que a igreja católica tenha sua interferência no histórico de Hécate, pois tanto poder causa medo e quem tem medo de algo distorce os fatos e em muitas vezes gerando violência e agressividade. Talvez esse seja um fato ocorrido com os seguidores d'Ela e por isso as informações são tão fragmentadas e muitas vezes fantasiosas. Uma deusa como Hekate amedronta muita gente, não é mesmo? E porque também não deuses e a igreja? Fato a ser pensado...

Sem contar que Ela rege tudo o que está fora do nosso controle e limites, além do nosso consciente. Está fortemente ligada a intuição, a sabedoria da mediunidade, aos sonhos e adivinhações. Coisas não palpáveis e abstratas são estranhas ao homem comum, normalmente gera temor.



Envelhecimento


Será possível que a donzela envelheceu com o passar dos anos e com mudanças em seus cultos? Ou será que foi a forma de cultua-la que a transformou na anciã?

Ou ainda, por ter sido cultuada de forma errada com o passar dos tempos a egrégora formada nos trouxe uma Hécate anciã, sábia e detentora de todos os mistérios? Ou ela nunca foi uma jovem? Há a possibilidade d'Ela ser a jovem, a mãe e a anciã, com toda a certeza, há essa possibilidade.

Talvez estas questões nunca sejam esclarecidas com total veracidade. Então usemos do nosso livre arbítrio para cultua-la da forma de melhor nos agradar.

2 comentários:

YAZDAN al-MUNDAKAR disse...

olá Gaia Lil!
passei muito perdida entre minhas buscas e incertezas, hoje estou fazendo kaballa. numa regressão, ou visita ao meu eu interior, cheguei onde tive o Inicio de minha base.
tinha aceso aos dois mundos e negociava com outro guardião de um portal mai denso,as almas que viriam comigo,com as almas que eu tinha e que ainda precisavam ficar com ele.
Entre outros muitos detalhes que meus mestres foram mostrando como quebra cabeça, hoje sei quem fuie claro quem sou e pq de tantas coisas, como física quântica!
é um longo caminho que ja fiz até conseguir chegar ao ponto de partida, mas ao menos sei quem sou:

Trago comigo toda a energia latente de Hecate. Com a ajuda dos mestres continuo a descoberta não,mas a lembrar de seus,meus mistérios e magias.
É um momento muito importante em minha vida,a virada!
gostei da sua página. o que eu vivi em regressão você descreve aqui.
Namastê

YAZDAN al-MUNDAKAR disse...

olá Gaia Lil!
passei muito perdida entre minhas buscas e incertezas, hoje estou fazendo kaballa. Numa das regressões, ou visita ao meu eu interior, cheguei onde tive o Inicio de minha base.
Tinha aceso aos dois mundos e negociava com outro guardião de um portal mai denso,as almas que viriam comigo,com as almas que eu tinha e que ainda precisavam ficar com ele.
Entre outros muitos detalhes que meus mestres foram mostrando como quebra cabeça, hoje sei quem fui e claro quem sou e pq de tantas coisas, como física quântica!
É um longo caminho que já fiz até conseguir chegar ao ponto de partida, mas ao menos sei quem sou:

Trago comigo toda a energia latente de Hecate. Com a ajuda dos mestres continuo a lembrar de seus,meus mistérios e magias.
É um momento muito importante em minha vida,a virada!
Gostei da sua página!
O que eu vivi em regressão você descreve aqui.
Namastê