"E aqueles que pensam em Me procurar, saibam que a vossa busca e vosso anseio devem beneficiar-vos apenas se vós souberdes o Mistério; se o que vós procurardes, vós não achardes dentro de vós mesmos, então nunca encontrarão fora. Pois eu tenho estado convosco desde o Início e Eu Sou Aquela que é alcançada ao final do desejo"


segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

O ENCONTRO COM A MÃE ESCURA




A DESCIDA DE INANNA

Fui até lá de livre vontade.
Fui até lá com meu vestido mais lindo, minhas jóias mais preciosas e minha coroa de Rainha do Céu.
No Inferno, diante de cada um dos sete portões, fui desnuda sete vezes de tudo o que pensava ser, até que fiquei nua daquilo que de fato sou.
Então eu a vi:
Ela era enorme e escura e peluda e cheirava mal.
Tinha cabeça de leoa, patas de leoa e devorava tudo que estivesse à sua frente.
Ereshkigal, minha irmã
Ela é tudo o que eu não sou
Tudo o que eu escondi
Tudo o que eu enterrei

Ela é o que eu neguei
Ereshkigal, minha irmã,
Ereshkigal, minha sombra,
Ereshkigal, meu eu.


O ENCONTRO COM A MÃE SELVAGEM


Nos tempos remotos, a descida da mulher ao outro mundo era realizada para
que ela se casasse com o rei (em alguns ritos, aparentemente não havia rei algum, e a
acólita provavelmente se casava direto com a Mulher Selvagem do outro mundo).
Clarissa Pinkola Estes
(Mulheres que Correm Com Lobos)

MEUS COMENTARIOS EM MULHERES & DEUSAS:

Como eu pensava a algum tempo atrás:

Gaia Lil disse...( eu era romantica sonhava com um homem ideal...mesmo na minha condição, tudo que queria era "amor")

Embora eu seja virgem(no signo e na vida) para mim sexo sempre foi uma maneira de demostrar afeto a outra pessoa.Eu cometi meus erros(você sabe do que estou falando) mas me mantenho virgem porque quero que a minha primeira vez seja especial.Que seja uma pessoa que eu realmente ame e não apenas alguem para ter um prazer rapido e sair fora.Se fosse assim sei que depois uma grande trsiteza invadiria minha alma....porque se foi só aquilo não teve significado. Para mim o sexo sagrado é quando ah uma conexão mais profunda entre duas pessoas, é uma forma de demonstrar carinho amor e que obviamente leva ao prazer...Mas quero um prazer que seja apos sexo...para mim é muito mais um ato de amor do que simplesmente ter prazer ou gozar...

Eu penso assim

Outubro 22, 2009


COMO EU PENSO HOJE ( me sinto mais completa dona de meus objetivos, apta a lidar melhor com meu feminino e meu masculino)

Gaia Lil disse...

Rosa até mesmo eu Gaia Lil, sonhava até pouco tempo atras com um homem ideal, que ia me aceitar( como sou fantasiosa!) como bruxa e sacerdotisa , tambem como mulher...achava sinceramente que um dia encontraria um par perfeito um homem , espiritualizado e inteligente que entenderia a Deusa e amaria minha alma de Mulher e respeitaria meu corpo meu ser...Que me daria prazer satisfatorio na cama, que eu finalmente encarnaria A Afrodite...
Creio que Todas nos mulheres de nacimento ou na alma fomos condicionadas a isso, e são tantos os livros os romances as palavras perfeitas os poemas de amor...Toda a mesma maldita mentira de sempre que vira um homem ideal que amará a minha Deusa e minha mulher interior...como eu era tola!
hoje tudo o que quero e amar profundamente a mim mesma e ter o meu hiero gamos interno o casamento do masculino com o feminino, o renascer de Anuket, a verdadeira essência da soberania de Hera...Centrada em mim mesma na minha alma, ...Nos tempos antigos muito remotos quando a mulher descia ao submundo ao enveis de se casar com o Rei dos Mortos , filho da Deusa, Ela se casava diretamente coma Mulher Selvagem, sua sombra unindo os polos masculinos e femininos que haviam na mulher...É este o unico tipo de união que quero no momento.E se no futuro eu quiser perder minha virgindade fisica ( e não arquétipa ou espiritual) e deitar me com um homem qualquer certamento o farei, mas agora sem culpa de não ser o homem ideal, a alma gemia...Eu gosto é mesmo de ser androgina!

Viva a Deusa Hera,
E a Deusa Anuket

Dezembro 14, 2009

DESPETAR DE ANUKET

Uma mudança de 180 graus em menos de um ano!
Se eu consegui fazer isso, esta descida de Inanna este casamento com a Mãe Selvagem em apenas dois meses não vejo porque a mulher atual, consciente de si mesma que queira uma integração com suas forças antagonicas , sombra e luz em nome de uma maior inteireza não poderia fazer a mesma descida e se encontrar com a Mãe Escura que carrega o pote do Masculino e Feminino autenticos.
É interessante dizer que não me sinto saciada, mas saudavel como uma loba caçadora sempre em busca de alimentos(conhecimentos, percepções, ampliações de conscienia e lucidez, intuições...) não é o nirvana a falta de desejo ds sistemas "cosmogonicos" e masculinos mas um casamento, um verdadeiro hiero gamos interior com a minha natureza selvagem....Eu sinto a Mulher Selvagem em mim...Ela esta comigo e quero sempre lembrar dela todos os dias , olhar no espelho e rir para mim mesma, vendo minha beleza e força natural...minha amazona, minha feiceira, minha sabia interior, refletida no espelho, e sempre agir dignamento com a Deusa Hera, não me esquecer jamais dela, lembrando dela todos os dias...A Consciêntização do Feminino deve ser feita todos os dias...Como diz Clarissa Pinkola Estes, seria uma tolice pensar que só porque comemos ontem estariamos sem fome hoje.

"O neófito tem mais chances de alcançar um determinado modo de ser - por exemplo, tornar-se homem ou mulher - se antes se tornar simbolicamente uma totalidade. Para o raciocínio mítico, um modo particular de ser é necessariamente precedido de um modo TOTAL de ser. O andrógino é considerado superior aos dois sexos justamente porque encarna a totalidade e, portanto a perfeição. "

Mircea Eliade

COMO ANUKET, virgem e androgina:

Como Deusa da água era Anuket (Aquela que Aperta), portanto, com seu abraço que durante a inundação fertilizava os campos. Assim como outras Deusas hermafroditas, acreditava-se que Anuket havia-se originado por si própria, por isso era representada, algumas vezes, com quatro braços, que representavam a união dos princípios masculinos e femininos.

Anuket era ainda, uma Deusa da caça, cujo animal sagrado era a gazela e estava também associada a água. A ligação das Deusas da água com a gazela era provavelmente porque os egípcios sempre viam estes animais em torno da água.

Provavelmente, pelo status de Deusa da Fertilidade, Anuket, transformou-se em Deusa da Luxúria e foi relacionada com a natureza sexual. Seu símbolo, com estes atributos era vulva, usado em vários países como amuleto para a fertilidade, renascimento, cura, poder mágico ou boa sorte. Sempre Anuket que era chamada para dar as boas-vindas aos recém-nascidos ou filhotes de animais. Ela era chamada de Doadora de Vida, tanto de humanos como dos animais. Suas bênçãos se tornam eficazes nas primeiras formas da Lua Crescente.

Segundo algumas fontes compulsadas, Anuket, também conhecida por Anka, deu origem à palavra ankh, "A Chave da Vida", antigo símbolo feminino da Grande Deusa e da imortalidade dos Deuses. Mais tarde, a ankh ficou conhecida como "A Chave do Nilo", reproduzindo a união mística de Ísis e Osíris, que provocava a inundação anual do rio.

ARQUÉTIPO DA DEUSA VIRGEM


A Deusa Anuket está associada à Lua Crescente e a característica da Deusa desta fase é ser virgem. Mas virgem, no sentido de ser essencialmente uma-em-si-mesma. Isto explica o porquê de ser considerada uma Deusa andrógina. Ela não é, portanto, a contraparte feminina de um deus masculino. Ao contrário, ela tem um papel próprio. Ela é a mais Antiga e Eterna, a Mãe do deus Ra e Mãe de todas as coisas.

Da mesma forma, a mulher contemporânea que incorpora o arquétipo de Anuket é "virgem" em sua conotação psicológica. Uma mulher que é dependente do que outras pessoas pensam, que a faz dizer e fazer coisas que realmente não aprova, não é virgem no sentido do termo. A mulher virgem é livre para ser como deseja. Ela é o que é. Mas romper leis convencionais, não pode levá-la ao egocentrismo, pois deste modo a cura se tornaria pior que a doença.

Mas, como pode então a mulher libertar-se de sua orientação egocêntrica? Quando buscar objetivos não-pessoais e relacionar-se corretamente com sua Deusa Interior, terá como resultado a liberação do egotismo e do egoísmo. Ela deixará então de ser vista como uma egoísta, para consolidar uma personalidade de significação mais profunda. Para tanto, deve ser conhecedora dos ensinamentos antigos da Deusa. É entendendo a concepção primitiva das deidades lunares, que eram tanto provedoras da fertilidade, como destruidoras da vida, que poderemos incorporar os princípios femininos das Deusas, nos tornando então, "virgens", uma-em-si-mesmas.

Rosane Volpatto
Texto completo:

2 comentários:

Rosa Leonor disse...

Não sabia que o seu signo era virgem...é que eu também sou e isso é parte da nossa natureza profunda. As/os virgens também são de natureza psíquica andrógina...

- é aí que nasce o nosso encontro a uma distância de quase 50 anos...

um grande e terno abraço


rosa leonor

Gaia Lil disse...

Outro grande a braçoa você minha irmã e sei que desta vez não preciso pedir que você sej abençoada.
Já nasceste abençoada pela Grande Deusa.

Outro forte e caloroso abraço em Ti