"E aqueles que pensam em Me procurar, saibam que a vossa busca e vosso anseio devem beneficiar-vos apenas se vós souberdes o Mistério; se o que vós procurardes, vós não achardes dentro de vós mesmos, então nunca encontrarão fora. Pois eu tenho estado convosco desde o Início e Eu Sou Aquela que é alcançada ao final do desejo"


quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Mãe Terra




Deméter era a deusa da agricultura e da colheita. Era ela quem nutria a terra com a vegetação verde. Era considerada também como a deusa protetora do casamento e da lei sagrada. Era venerada como a responsável pelas estações do ano. Deméter e sua filha Perséfone eram as principais personagens dos mistérios eleusinos (rituais de iniciação realizados na cidade grega de Eleusis).








O Culto a Demetér simbolizo a continuação das tradições matriarcais ,ela descende da Grande Mãe cretense com suas sacerdotisas chamadas de melissas,sacerdotisas que empunhavam serpentes e mantinham o culto ao touro,a Demetér antiga era responsavel pela reprodução e continuação da vida vegetal ,tinha varios titulos entre eles A Verde,Aquela que atrai o fruto e Senhora das plantas



para muios gregos Demetér era responsavel pelo tempo que media de varias formas,em honra a Deusa as pessoas marchavam com guirlandas de flores na cabeça e descalças,isso para elas almentava a coneção com a Deusa.



Em hinos antigos ela era retratada disfarçada de anciã


A tambem uma conexão entre o culto a Demetér e a Virgem Maria, um vestigio de uma antiga consciência matriarcal na devoção a Virgem e seu associamento com a Natureza e as Plantas,havendo então inconcientemente uma continuidade do Culto a antiga Deusa-Mãe,em muitas representações de Maria em epocas medievais a vemos com cereais e flores,muito embora ela não tenha o poder emocional das suas ancestrais:Mãe Terra e suas Filhas


Demetér era ainda protetora das mulheres,do casamento e do amor maternal.tinha poder sobre a magia do crescimento,colheitas,as estações do ano,energias expansivas ,amor,Alta Magia e a terra.


O Mito de Demeter e Persefone


Para os gregos Demetér era a deusa mãe da Terra. Seduzida por Zeus ela teve uma filha dele, Persefone. Persefone cresceu alegremente entre as outras filhas de Zeus, mas sendo extremamente atraente e bela seu tio Hades se apaixonou por ela. Um dia enquanto Persefone estava colhendo flores o chão se abriu, Hades apareceu e arrastou-a para o Inferno. Persefone gritou enquanto isto acontecia mas, embora ouvindo-a gritar, quando Demetér chegou ao local não havia mais sinal de Persefone. Por nove dias e nove noites Ceres vagou pelo mundo com uma tocha acesa em ambas as mãos procurando a sua adorada filha. Somente no décimo dia ela encontrou Helios, que ve tudo, e que foi capaz de dizer a ela o que tinha realmente acontecido. Ceres então decidiu abandonar a sua condição divina até que sua filha retornasse para ela.O exilio que Demetér impos a si mesma de sua condição divina fez a Terra se tornar estéril, de modo que Zeus ordenou a Hades que devolvesse Persefone à sua mãe. Só que isto não era mais possível. Durante a sua estadia no Inferno de Hades, Persefone havia comido uma semente de romã, o que a ligava para sempre a Hades. Foi obtido então um acordo segundo o qual Demetér retornaria ao Monte Olimpus e Persephone dividiria o ano em duas partes: metade com a sua mãe e a outra metade no Inferno. Esta é a razão pela qual quando Persefone deixa o Inferno para estar com a sua mãe a Terra floresce, trazendo a Primavera e o Verão aos mortais como um sinal da alegria de ambas as divindades. Quando chega o momento de Persefone deixar sua mãe para ir ao Inferno, o Outono e o Inverno cobrem a Terra em sinal de profunda tristeza. Demetér também era a deusa Siciliana das sementes, dos cereais.A introdução do culto a Demetér com o nome de Ceres aconteceu em Roma data de 496 A.C. e parece provir do cerco da cidade pelos Etruscos, enquanto Roma era ameaçada pela fome.

Um comentário:

milissy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.